EstratégiasFerramentas
Tendência

Estratégias com call e put simultâneos: saiba como funcionam

Operar opções binárias pode ser desafiador pela própria natureza desse mercado. Afinal, por ser do tipo “tudo ou nada”, o mercado binário faz com que o trader fique constantemente ressabiado em apostar em certos cenários do mercado, considerando ativos que possam estar se comportando de forma extremamente instável. Aliás, quanto mais curto o prazo da operação, maior a instabilidade esperada, visto que os preços podem variar minimamente e ter um impacto gigante sobre o desfecho da operação.

Ao operar no mercado binário, o trader procura justamente encontrar um equilíbrio perfeito entre suas principais vantagens – a alta rentabilidade de negociações bem-sucedidas e a possibilidade de operar no curtíssimo prazo, enfileirando múltiplas operações no verde em um mesmo período curto – e seu grande risco: perder todo seu investimento a cada operação.

Para tentar minimizar os riscos, as estratégias com operações simultâneas de call e put estão entre as mais utilizadas por traders de opções. Afinal, elas permitem ao investidor operar com inteligência em cenários de alta volatilidade, no curto e no longo prazo, tornando uma compra ou venda coberta, em certo nível.

Mas como funcionam essas estratégias? Neste artigo, explicamos alguns conceitos básicos sobre a lógica por trás delas e a maneira de aplicá-las na prática. Além disso, revisamos o básico sobre opções de call e put.

O que são opções de call e put?

Afinal, o que significa call e put? Se você já é um investidor experiente no mercado binário, pode pular esta parte. No entanto, é importante explicar de forma clara a diferença entre cada tipo de binária para quem está começando agora a investir em binárias. Nesse sentido, podemos definir cada opção da seguinte forma:

Opção de compra (call option): é a opção na qual você aposta na valorização do preço do ativo subjacente. Ou seja, você só irá lucrar se o preço do ativo tiver subido ao final do prazo definido na operação.

Opção de venda (put option): seguindo a mesma lógica, a opção de venda, ou simplesmente opção de PUT, só gerará um retorno positivo ao trader se o preço do ativo tiver caído ao final do prazo definido na operação.

Por exemplo, digamos que você esteja interessado em realizar uma operação no mercado binário. Então, você precisará tomar as seguintes decisões sobre a sua operação:

  1. Ativo adjacente (entre preços de moedas, ações, commodities etc.)
  2. Termo/prazo da operação (1 minuto, 5 minutos etc.)
  3. Valor do investimento
  4. Tipo de opção (entre CALL e PUT)

A última decisão baseia-se justamente no que você imagina que ocorrerá com o preço do ativo – se ele irá subir ou cair, no prazo definido. É, sem dúvida, a decisão mais importante de todas para o sucesso ou não do negócio.

Objetivos ao operar call e put simultâneos

Como você provavelmente já sabe, o pagamento que você recebe da corretora em caso de acerto é, por definição, menor que o prejuízo por um eventual erro, no caso das opções binárias. Enquanto um erro na previsão leva, normalmente, a 100% de prejuízo (sem considerar programas de cashback e outros benefícios que alguma plataforma específica possa oferecer), os acertos pagam entre 80% e 90%, em média, dependendo da corretora utilizada e do padrão da sua conta – já que contas premium costuma pagar melhor.

Ou seja, você precisa mais que 50% das suas operações para que o saldo final da sua sessão de trading seja positiva. Isso sem contar, claro, diferenças nos valores investidos em  cada caso – afinal, um erro numa opção com investimento elevado pode acabar com todo o seu lucro obtido em várias operações certeiras com investimentos em valor menor.

De qualquer modo, o importante é saber que, descontando o impacto do peso relativo de operações com investimentos diferentes, o normal é que você precise acertar entre 55% e 60% das operações para que tenha um resultado positivo – ou seja, para que opere com lucro ou no verde. E isso não é algo simples, certamente, de se obter no mercado binário.

É por isso que os traders costumam desenvolver e aplicar diferentes estratégias que melhorem sua perspectiva de lucro. No caso das estratégias que envolvem call e put simultâneos, especificamente, o que os traders fazem é tentar minimizar a variabilidade dos seus ganhos em mercados muito instáveis.

Ou seja, o objetivo dos traders é reduzir, em alguma medida, os riscos envolvidos em suas operações. Eles obtêm isso ao apostar em diferentes tendências do mercado de forma mais ou menos simultânea, com o que podem garantir um ingresso relativamente constante de receitas. Isso não necessariamente aumenta os lucros do trader, mas pode, no mínimo, minimizar seus prejuízos.

A seguir, explicamos melhor a lógica por trás disso e como implementar, na prática, uma estratégia bem-sucedida nesse sentido.

Call e put simultâneos: como funciona essa estratégia

O mercado pode se comportar de forma extremamente instável, em muitos momentos, o que torna a vida dos traders complicada principalmente no curto ou no curtíssimo prazo, que é o horizonte preferido de quem opera binárias. Essa característica específica do mercado em certos momentos – a instabilidade – é, portanto, o pano de fundo de muitas estratégias adotadas no mercado binário. Entre as diversas ferramentas de análise aplicadas para estratégias de negociação, as técnicas voltadas ao call e put simultâneos podem ajudar o trader a se proteger de alguns riscos e a aumentar seus lucros.

O ponto central das estratégias de comprar call e vender put de modo simultâneo é a entrada do trader em ambas as operações para o mesmo ativo, com o mesmo valor aplicado e dentro do mesmo prazo de vencimento. Ou seja, as operações são idênticas, mas com sinal trocado.

Após falarmos em uma call e uma put de forma simultânea, no entanto, devemos relativizar um pouco o significado de “simultaneidade”. Afinal, quando falamos em estratégias desse tipo, não queremos dizer que compra call e venda put devem ocorrer exatamente no mesmo instante. Pelo contrário, o trader pode atuar de forma a que haja uma “simultaneidade imperfeita” entre ambas. Isso pode parecer algo complexo, à primeira vista, mas é muito mais simples quando descrevemos um exemplo específico.

Digamos, por exemplo, que você tenha escolhido uma opção de compra, mas, pouco após assumir essa posição, fique claro que o preço do ativo tem uma tendência de queda. Nesse caso, você não precisa esperar passivamente pelo desfecho negativo da negociação. Pode, em vez disso, entrar como uma opção de venda – ou seja, fazer uma compra de put – antes mesmo que se esgote o prazo da opção de compra. Assim, estará anulando ou mesmo superando o prejuízo já previsto com a compra de call.

Em outras palavras, as operações de call e put devem ser simultâneas, mas não precisam ter seus termos perfeitamente iguais no decurso do tempo. Você deverá analisar qual o melhor timing para entrar com uma opção em sentido oposto ao da opção que já se encontra em aberto.

De qualquer forma, o que estará tentando fazer é uma compra ou venda coberta, o que pressupõe uma atuação muito mais dinâmica e inteligente no mercado binário. Você não precisa ficar parado assistindo enquanto a desgraça acontece, se pode recorrer a essa forma de salvar uma operação prestes a finalizar no vermelho.

Quando aplicar call e put simultâneos

Ok, a este ponto, parece claro que a aplicação simultânea de call e put é uma forma inteligente de proteger investimentos e minimizar riscos. A dúvida que permanece, no entanto, é sobre quando essa estratégia pode ser aplicada de forma a funcionar da melhor forma possível e realmente ter um impacto positivo sobre seus ganhos.

Antes de tudo, é importante ter em mente que você não conseguirá salvar todos os seus investimentos aplicando esta técnica. Ou seja, não basta simplesmente abrir uma posição inversa à atual tão logo você chegar à conclusão de que a operação anterior está fadada ao fracasso. E isso ocorre por duas razões simples:

Incerteza sobre a nova previsão

Assim como a previsão inicial sobre o sentido que o preço do ativo adjacente irá tomar pode estar equivocada, o mesmo pode ocorrer com a nova previsão para o preço, já com o prazo da operação a transcorrer.

Ou seja, não haverá 100% de garantia, em nenhum momento, de que recorrer a uma opção em sentido inverso, de forma simultânea, irá efetivamente salvar o seu dinheiro. Pelo contrário, você poderá acabar tomando uma decisão equivocada, inclusive eliminando os ganhos que teria se não tivesse feito mais nada além de esperar pelo desfecho da operação original.

Incerteza sobre o prazo e o valor para a opção inversa

Além disso, por mais que você esteja correto em relação à sua nova previsão para o preço, com o prazo da opção anterior a transcorrer, será necessário definir o prazo e o valor da nova opção. Ou seja, você precisará calcular quando o preço chegará ao nível previsto conforme sua nova análise e o quanto pretende apostar nesse resultado.

Como tomar a decisão correta

Quanto à incerteza sobre a validade ou não da nova previsão, você precisará recorrer às mesmas técnicas e ferramentas que havia utilizado em sua previsão inicial para avaliá-la. Ou seja, deverá realizar análises de caráter técnico (análises gráficas) ou fundamentalista (observando dados e notícias da economia). Não há uma fórmula específica.

Obviamente, dependendo do cenário, as coisas poderão estar mais ou menos claras. Digamos que, logo após a abertura da sua posição, é divulgada na imprensa uma notícia com efeito imediato e acentuado sobre o preço do ativo, em direção inversa àquela na qual você apostou. Nesse caso, você poderá abrir a nova posição sem tanto medo de errar, optando ainda por um prazo curto, por via das dúvidas.

No entanto, é importante estar ciente de que cada caso é um caso, e você não deve sair abrindo ordens de call e put simultâneas a todo momento, ao primeiro sinal ou suspeita de que pode ter se enganado sobre sua escolha inicial. Quando executada de forma exagerada e constante, essa estratégia poderá acabar minando possíveis ganhos.

Outras formas de minimizar riscos

A estratégia de call e put simultâneos não é a única opção que os traders têm para tentar minimizar os riscos de suas operações no mercado binário. Na verdade, há diversas formas de diminuir a distância entre o “8 ou 80” pelo qual esse mercado é conhecido por muitos investidores. Ou seja, se você for um trader mais conservador, poderá encontrar diversas formas de operar com esse instrumento financeiro de forma não tão agressiva.

Uma forma de fazer isso – e talvez a mais óbvia e intuitiva para o trader de binárias – é passar a operar no médio ou longo prazo. Ou seja, em vez de fazer diversas operações de curto ou mesmo curtíssimo prazo (ou seja, de 5 minutos ou menos), você pode escolher uma opção com prazo mais longo e apostar em um resultado conservador. Inclusive, essa pode ser uma forma de cobrir outra opção (ou mais de uma opção) de curto prazo.

Muitos traders, aliás, operam em mais de um mercado ou com instrumentos financeiros diferentes, de modo simultâneo, como forma de diversificar investimentos e ter um “colchão” contra os riscos envolvidos em negociações binárias. Assim, tentam se beneficiar dos altos pagamentos do mercado binário, ao mesmo tempo em que limitam um pouco a magnitude dos seus ganhos esperados em prol de uma menor variabilidade nos resultados.

Seja qual for a sua estratégia, é bom ter em mente que você precisará ter um ótimo preparo e conhecimento de análise técnica e fundamentalista para aplicá-la de forma eficiente.

Image

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detected

Por favor, desactivar o ADblock. Caso contrário, não poderemos mostrar toda a beleza do conteúdo desta página.