InvestimentosOpções Binárias

Curso de Opções Binárias para iniciantes: começando do zero

O mercado binário pode ser a opção mais atraente para um trader iniciante, sedento por dar os primeiros passos num ambiente louco e excitante (e lucrativo) como é o universo financeiro. Intuitivo, fácil de aprender e com grandes possibilidades de lucro, o mercado binário é a porta de entrada preferida de muitos investidores.

Ainda assim, não é um voo totalmente tranquilo, pois exige conhecimento específico do instrumento financeiro utilizado, além de uma boa compreensão geral dos mercados adjacentes com os quais opera. Ou seja, você terá muito a aprender para ser um bom trader de binárias, por mais que algum conhecimento básico já o deixe pronto para fazer as primeiras negociações.

Neste curso curto e objetivo, ensinamos alguns elementos básicos. Confira o conteúdo e prepare-se, no entanto, para aprofundar seus estudos em outros artigos mais densos do nosso site.

Artigos relacionados

Opções Binárias? O que é isso?

Começando pelo principal, precisamos deixar claro do que se trata o mercado binário. Sua principal característica é a de não ser um ativo econômico clássico, como as ações, as divisas e outras formas tradicionais. Trata-se de um instrumento financeiro com o qual você indica se um determinado ativo terá seu preço subindo ou caindo em um prazo específico. Mas você não compra nem vende o ativo em si.

O que faz é um contrato relativo à variação do seu preço. Se acertar a previsão (o preço subir depois de você adquirir uma opção de compra, ou vice-versa), você tem um lucro. Caso contrário, amarga o prejuízo decorrente da sua decisão. Você está, no caso, jogando contra o mercado e contra a corretora, pois é ela que pagará a você o valor devido pela sua eficiência como trader.

Em quais mercados posso operar?

Pela sua característica básica, o mercado binário dá abertura para os traders negociarem opções com os mais diversos mercados adjacentes. Você pode, por exemplo, apostar na alta ou na baixa de preços de ativos como:

  • Pares de moedas (dólar/euro, dólar/real etc.)
  • Pares com criptomoedas (dólar/bitcoin, euro/bitcoin etc.)
  • Ações na bolsa (Apple, Google e outras grandes empresas)
  • Commodities (soja, petróleo, minérios etc.)
  • Índices econômicos (Nasdaq e outros)

Como falamos, em cada um desses casos, você nunca possuirá o ativo específico de um mercado adjacentes. Ele será apenas a referência em suas negociações de binárias com a corretora que você escolher. Dito isso, você certamente precisará conhecer muito bem o mercado adjacente que escolher como referência. Afinal, terá de prever suas flutuações a seu favor, muitas vezes no curtíssimo prazo.

Quanto posso ganhar?

As binárias atraem muitos investidores pelas perspectivas de lucros altos. No entanto, também costumam ser um instrumento mais arriscado, já que você faz operações sob uma lógica “tudo ou nada”. Quando acerta a previsão, você ganha uma porcentagem sobre o valor que investiu. Quando erra a previsão, você perde todo o valor investido.

A porcentagem de lucro varia conforme a corretora. A maioria delas, como a Binomo, IQ Option e outras, opera com retornos entre 70% e 90% sobre o valor investido na opção. Já a perda normalmente é de 100% do valor investido, em caso de erro na previsão. Algumas corretoras oferecem opções de cashback de forma promocional ou em planos premium, mas esse não é o cenário mais comum.

Logicamente, essa diferença entre ganho e lucro potencial serve para as corretoras terem uma margem mais segura de lucro ao operarem. O resultado final de uma série de negociações por traders com 50/50 em acertos/erros será, portanto, um prejuízo para o trader e um lucro para a corretora. Ou seja, você precisa ter um número maior de acertos em relação aos erros, para realmente lucrar com negociações binárias.

Como faço para negociar binárias?

O procedimento para operar no mercado de binárias é fácil e intuitivo. Depois de criar seu cadastro e ter saldo em sua conta em uma operadora, observe os seguintes passos:

  1. Defina um mercado adjacente de sua preferência (o mais popular no Brasil é o de divisas, principalmente com o par Euro-Dólar)
  2. Escolha o tipo de opção: compra (CALL) ou put (VENDA)
  3. Escolha um prazo para a opção, que pode ser de poucos segundos/minutos até horas ou dias
  4. Defina quanto pretende investir na operação
  5. Confirme a operação

Depois disso, basta aguardar o resultado da sua negociação. Obviamente, este é um passo a passo extremamente simplificado. Não falamos, por exemplo, sobre o processo de análise do mercado, sobre estratégias de investimento ou sobre a aplicação de recursos como robôs e salas de sinais. No entanto, você encontrará tudo sobre esses temas em outros artigos do nosso site. Bons investimentos!

Artigos relacionados

2 Comentários

  1. Essa parte dos mercados é bom saber que há outras opções. No Brasil, acaba todo mundo investindo no par dólar-euro e esquece que tem várias opções interessantes além dessa. Queria ter conteúdo específico sobre outros ativos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo