Corretoras de CriptomoedasCorretoresCriptomoedasInvestimentos

O que são e para que servem as corretoras de criptomoedas

O mercado de criptos tem crescido exponencialmente nos últimos anos, inclusive durante períodos de crise. Por isso, acabou por se tornar um espaço de investimento financeiro atraente, especialmente para traders iniciantes que querem se arriscar em novos projetos.

No entanto, esse risco deve ficar restrito às decisões de investimento, e não nos meios escolhidos para exercê-las. O intermédio de operações com criptomoedas depende justamente das corretoras de criptomoedas. Elas são, em resumo, uma maneira prática de garantir a segurança das transações realizadas.

As corretoras especializadas em criptomoedas são conhecidas também como exchanges. Elas desempenham um papel de regulamentadoras das práticas comerciais realizadas nesse mercado. São plataformas, sites, aplicativos que realizam a mediação entre quem busca comprar e vender as diversas criptomoedas existentes.

Artigos relacionados

Isso não impede, obviamente, que um investidor possa comprar diretamente de outros investidores. No entanto, é pouco recomendável investir dinheiro por essa via, em transações online, sem a segurança e a praticidade de uma corretora.

Visto que o mercado de criptomoedas ainda é bastante jovem, algumas questões de regulamentação ainda são um pouco confusas, e por isso o mercado de criptomoedas reinventa as corretoras tradicionais através das exchanges.

Mais que garantir a qualidade e a segurança das negociações realizadas entre as partes, as corretoras garantem aos investidores a licitude nos processos realizados. Evitam, assim, problemas legais ou tributários em cada país.

É preciso lembrar que há diferenças importantes entre as corretoras tradicionais e as exchanges. As plataformas de criptomoedas ainda são bastante recentes e em alguns casos não possuem toda a estrutura de uma corretora clássica de valores, por exemplo.

Portanto, ao escolher uma exchange, procure sempre conhecer seu histórico e seus benefícios, preferencialmente pesquisando o feedback dos seus clientes mais experientes. A utilização das corretoras é uma forma comum de garantir melhor segurança, mas você deve estar seguro, também, de que pode confiar na própria corretora.

Como negociar em uma corretora de criptos

O processo para realizar negociações em plataformas de criptomoedas é bastante simples. No próprio cadastro, já se pode ir percebendo a qualidade da plataforma. Por exemplo, corretoras que prezam pela segurança e pelo cumprimento da lei no Brasil irão sempre solicitar a data de nascimento e o CPF do investidor.

Para começar a realizar investimentos é preciso fazer antes um depósito em sua conta na corretora. A partir desse saldo inicial, você pode começar a adquirir criptomoedas e negociá-las. 

As corretoras de criptos buscam organizar o seu funcionamento, de forma semelhante à de uma bolsa de valores. Ou seja, qualquer transação que o investidor deseje realizar deve ser registrada no sistema como uma ordem. 

Os valores de compra e venda dos ativos são decididos pelos investidores. Ou seja, a corretora não interfere no processo de determinação de valores, sendo responsável apenas pela segurança da transação após o fechamento da negociação.

Como avaliar corretoras de criptos

Como já mencionamos, a primeira coisa a pesquisar sobre uma corretora é a sua reputação. Você também deve atentar para o tempo de atividade da corretora e para o número de pessoas que compõem o seu quadro de funcionários. 

Além disso, pesquise no Blockchain Transparency Institute (BTI) sobre a credibilidade da corretora. O BTI é responsável pela avaliação da transparência das plataformas. Logo, é um bom ponto de partida para pesquisar sobre a sua corretora. 

O número de clientes de uma corretora também pode fornecer pistas sobre a qualidade de um serviço. Empresas com um número maior de clientes tendem a ter uma maior liquidez e também maiores volumes de negociação de ativos. 

É  importante estar sempre atento às taxas e limites das corretoras, mas, lembre-se, taxas inferiores não são sempre uma garantia de economia real. Uma corretora de qualidade pode cobrar taxas maiores, mas também dar melhor suporte, garantindo cotações melhores em períodos de oscilação do mercado. 

O que saber antes de investir em criptomoedas

O mais importante, antes de sair investindo em qualquer mercado financeiro, é ter conhecimento suficiente para tal. É claro que investidores iniciantes não terão a experiência a seu favor, mas isso pode ser minimizado por uma pesquisa eficiente. Leia, informe-se, faça simulações e só quando estiver realmente seguro faça o seu primeiro depósito. 

O planejamento é vital no mercado financeiro. Especialmente no início, você terá de lidar com perdas frequentes. Portanto, administre com cautela os seus investimentos, nunca negocie todo o seu valor e mantenha sempre uma reserva. E, é claro, não destine seu todo a um único investimento.

Ads

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo