Corretoras de CriptomoedasCorretoresCriptomoedasInvestimentos

Corretoras de criptomoedas no Brasil

Como em qualquer modalidade existente no mercado financeiro, para fazer os primeiros investimentos em criptomoedas, é necessário ter o máximo de entendimento do funcionamento deste mercado. Inúmeros fatores devem ser considerados. O primeiro deles diz respeito à busca de uma boa corretora de bitcoins.

Essa importância está no fato de serem as corretoras as responsáveis pela intermediação em segurança das negociações entre usuários.

Qual o papel das corretoras de criptomoedas?

Uma corretora nada mais é, na prática, que uma plataforma utilizada para que se negociem criptomoedas. Ou seja, é o ambiente digital onde são facilitadas as compras e vendas de bitcoins e demais criptomoedas.

De uma forma resumida, podemos considerar que as corretoras de criptos são um equivalente digital às conhecidas corretoras de valores utilizadas para outros ativos típicos do mercado financeiro (ações, derivativos etc.). Tanto uma quanto outra atuam como intermediárias nas transações envolvendo ativos – com a diferença, claro, de que as corretoras comuns trabalham com ativos diferentes. 

Porém, uma particularidade do mercado de moedas digitais é que o usuário de uma corretora não pode negociar criptomoedas com usuários de outras corretoras, e sim apenas com clientes da mesma plataforma.

Além disso, corretoras de criptomoedas podem exercer a custódia de ativos enquanto o investidor decide o que irá fazer com eles.

Corretoras de criptos no Brasil

blank

As corretoras, de maneira geral, surgiram no Brasil no ano de 2013. De lá pra cá, elas têm ocupado um espaço significativo no mercado financeiro, visto que tem aumentado exponencialmente o número de pessoas interessadas em adotar as criptomoedas como meio de pagamento, além de reserva de valor (sem contar sua aplicação enquanto investimento).

Desde então, o mercado brasileiro tem passado por momentos de euforia (máximas históricas em 2017) e de crise (em 2018), para então se consolidar nos últimos anos. Isso foi impulsionado com a disparada da negociação de criptomoedas e o início das discussões políticas a respeito de regulamentação específica para o setor.

Se, naquela época, encontrar uma corretora segura, confiável e fácil de usar era uma tarefa amarga, hoje em dia os investidores têm à sua disposição dezenas de opções. E, justamente pela grande variedade de corretoras no mercado, é preciso muita cautela ao escolher uma delas.

Entre as inúmeras corretoras de criptos atuando no Brasil, podemos destacar as seguintes:

  • BitcoinToYou
  • Novadax
  • BitBlue
  • BitcoinTrade
  • Coinext
  • Foxbit
  • BitPreço
  • Mercado Bitcoin

É difícil dizer com precisão o número de corretoras de criptos disponíveis no Brasil. Isso porque novas corretoras surgem a todo instante – uma tendência que segue em crescimento, visto que o setor ainda está amadurecendo no país.

Somente no primeiro semestre de 2020, algumas das principais empresas que atuam no Brasil tiveram crescimentos de até 30% na base de usuários, na comparação com o número registrado no ano anterior. 

Para os traders brasileiros, o fato de o setor estar em expansão é muito interessante, uma vez que o surgimento de novas exchanges aumenta a competição.

Como escolher uma corretora no Brasil?

Como citamos anteriormente, atenção e cautela nunca é demais na hora de selecionar uma corretora para fazer investimentos em criptomoedas. Realmente, com tantas opções disponíveis no mercado brasileiro, fazer essa escolha pode ser uma tarefa não tão simples.

Nossa orientação fundamental é: tenha em mente quais criptoativos deseja adquirir e defina se pretende comprá-los utilizando reais ou dólares.

Uma das grandes vantagens de abrir conta junto a uma exchange brasileira é não haver necessidade de possuir dólares para a compra de criptomoedas. Usando corretoras nacionais, o investidor consegue negociar bitcoins e outros criptoativos possuindo somente a moeda nacional. Além disso, a maioria das corretoras tem conta junto aos principais bancos. Isso dispensa a necessidade de pagamento de DOC/TED para se executar depósitos. 

Entre as desvantagens de escolher corretoras nacionais, está a baixa variedade de moedas digitais disponíveis para negociação. Caso você deseje comprar criptomoedas não oferecidas no território nacional, uma alternativa é comprar em uma corretora brasileira e transferi-las para uma corretora estrangeira, a fim de comprar o criptoativo que você deseja. Desta forma, a conversão é evitada.

Optando por uma corretora nacional ou estrangeira, a maior orientação que podemos passar é para você fugir daquelas que prometem lucros incríveis sem esforço, já que a probabilidade de que sejam fraudulentas e ligadas a esquemas de pirâmides financeiras é grande. 

Uma boa dica para evitar ciladas, é pesquisar o histórico de incidentes envolvendo a corretora. Isso inclui saber se a plataforma já foi atacada por hackers e se ela demonstra ter práticas confiáveis junto aos usuários.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo